Voltar ao site

Manifestação de familiares em Uberlândia/MG pede aumento do tempo das visitas

Infovírus

· Extras

Familiares de pessoas privadas de liberdade em Uberlândia, em Minas Gerais, fizeram um protesto no final de semana. As familiares pedem visitas com duração de três horas, como está previsto na onda amarela, segundo a classificação do governo do estado, fase em que Uberlândia se encontra. As visitas, porém, tinham duração de apenas 20 minutos.

No ato, as familiares também protestaram contra a opressão e a tortura no sistema prisional. Como o Infovírus tem mostrado, as visitas são uma ferramenta importante para a garantia da comunicação das pessoas presas com suas famílias. Sem as visitas, as familiares não têm acesso a informações sobre seus companheiros e filhos.

De acordo com o boletim publicado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no dia 25 de agosto, 13.606 pessoas privadas de liberdade em MG receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19 e 18.978 receberam a imunização completa, com as duas doses ou a vacina de dose única. Minas Gerais tem a segunda maior população carcerária do país, com 62.346 pessoas presas no estado.

Como o Infovírus tem reforçado cotidianamente, a pandemia aprofundou o contexto de violação de direitos que já era realidade dentro das prisões brasileiras. A vacinação, a aplicação das medidas desencarceradoras e a gestão transparente de informações são fundamentais para a garantia de direitos mínimos para a população privada de liberdade e suas famílias.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK