Voltar ao site

Padilha, Alexsandro e Sóstenes: Paraná registra mais três óbitos de agentes penitenciários por COVID-19

Infovírus

· Extras

De acordo com o Sindicato dos Policiais Penais do Paraná (@sindarspen), no dia 16 de março faleceu o servidor Antônio Luiz Padilha, de 58 anos, vítima da COVID-19. Padilha, como era conhecido pelos colegas, trabalhou por 35 anos na área administrativa do Depen, integrando a Divisão de Produção, Educação e Trabalho do sistema penitenciário, no Complexo de Piraquara.

Além de Padilha, o Sindarspen noticiou o óbito de mais dois agentes penitenciários no mês de março: o policial penal Alexsandro dos Santos, de 38 anos, e o agente temporário Sóstenes dos Santos Pereira, 40 anos. Alexsandro trabalhava no sistema penitenciário desde 2008 e estava lotado na Penitenciária Estadual de Piraquara I (PEP I). Sóstenes trabalhava há quatro anos no sistema penitenciário do estado, lotado na Casa de Custódia de Maringá (CCM).

O boletim publicado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em 10 de março registrava 692 casos de infecção e cinco óbitos causados por COVID-19 entre agentes penitenciários do estado do Paraná.

A categoria tem sido muito atingida pelo avanço da pandemia e o Sindarspen ressaltou a importância da sua inclusão nos grupos de vacinação prioritária contra a COVID-19. O sindicato cobra que os profissionais sejam incluídos no grupo de vacinação “Forças de Segurança e Salvamento”, que aparece como o décimo grupo prioritário dentre os 21 presentes no Plano Estadual de Vacinação.

O Infovírus lamenta profundamente as mortes de Antônio, Alexsandro e Sóstenes e dos demais servidores vítimas fatais da COVID-19, e expressa solidariedade às suas famílias.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK